O blog da Nanda

um espaço eclético zen

As emoções e as doenças – Parte 2 – A raiva e o fígado

Posted by Nanda on November 14, 2006

AS EMOÇÕES E AS DOENÇAS – Parte 2: A Raiva e o Fígado

A RAIVA

A raiva é uma emoção que tem um amplo espectro. Outras emoções como o ressentimento, frustração, a indignação, a animosidade, a irritação, a amargura, o ódio, na realidade, são variações da raiva. Qualquer um desses estados emocionais pode afetar o fígado, se permanecerem por algum tempo no sistema.

A raiva nem sempre é manifestada expressamente com explosões,  irritabilidade ou gritos. Há indivíduos que podem estar carregando raiva por anos, sem necessariamente manifestá-la. Nesse caso, instaura-se uma profunda depressão que drena a energia da pessoa, impedindo-a até mesmo de expressar a raiva. Esses são os casos daquelas pessoas que andam devagar, falam com voz suave, mas que estão cheias de raiva por dentro. Familiar? Bem, esse tipo de depressão, muitas vezes, é causada por um ressentimento, armazenado por muitos anos, muitas vezes contra um determinado membro da família.

A raiva pode afetar outros órgãos, como o estômago, por exemplo. Isso acontece invariavelmente quando a pessoa fica com raiva na hora das refeições. Porém, os intestinos são afetados quando se fica com raiva uma ou duas horas depois de uma das refeições. Um caso comum é aquele que o indivíduo vai para um trabalho estressante ou frustrante logo após o almoço. O Qi estagnado do fígado invade o intestino, causando dores abdominais, distensão e prisão de ventre com diarréia, alternadamente.

Todas as emoções, além de afetarem determinados órgãos diretamente, afetam o coração indiretamente. No caso da raiva, ela aumenta o fluxo de sangue no coração. Com o passar do tempo, provoca o aquecimento do sangue que além de afetar o coração, afeta também a mente.

As pessoas que estão sempre apressadas e as que fazem exercício excessivamente são particularmente suscetíveis à raiva.

A raiva pode em muitos casos disfarçar emoções como a culpa. Muita gente carrega uma carga enorme de culpa por anos a fio, mas não consegue ou não está preparado para reconhecê-la. Acabam usando a raiva para mascarar a culpa. Em países como a Itália, a Grécia e a Espanha, por exemplo, há famílias inteiras que estão permanentemente com raiva. A raiva é usada, porém, para mascarar sentimentos como a culpa, o medo, a fraqueza ou o complexo de inferioridade.

O lado positivo da energia que gera a raiva é força, dinamismo, criatividade e generosidade. Essa mesma energia que se perde, muitas vezes, em explosões vulcânicas, pode ser direcionada para fazer um indivíduo conseguir um objetivo na vida.

O FÍGADO

O fígado é o maior órgão do corpo humano. Pesando cerca de 1,5 quilo se localiza do lado direito, no quadrante superior da cavidade abdominal, protegido pelas costelas. Juntamente com o baço e a medula óssea forma um grupo de órgãos chamados de hematopoiéticos, responsáveis pela hematopoese, que é a formação e desenvolvimento das células sanguíneas.

É uma verdadeira indústria química, executando mais de 500 funções no corpo humano.


O bom funcionamento do fígado é tão fundamental para a saúde, no seu sentido mais amplo, que é considerado por algumas correntes da Medicina Oriental como o segundo coração.

Algumas das suas importantes funções são as seguintes:

- Integração entre os vários mecanismos energéticos do organismo.

- Emulsificação de gorduras através da secreção da bile

- Armazenamento e liberação de glicose

- Síntese de proteínas do plasma

- Conversão de amônia em uréia

- Desintoxicação de toxinas químicas produzidas pelo organismo.

- Desintoxicação de toxinas químicas externas ao organismo.

- Filtragem mecânica de bactérias.

- Controle do equilibrio hidro-salínico normal.

- Secreção da bile ou bílis.

Maus hábitos alimentares, o estresse e o comportamento raivoso são os piores inimigos do fígado. Dentro desse cenário, o açúcar refinado e o ácool são os piores vilões.

Na maioria das vezes o indivíduo que é impaciente e intolerante sofre do fígado. À medida que a situação vai se agravando, o fígado vai ficando tenso e, paralelamente a vida da pessoa vai se tornando insuportável. O fígado vai perdendo a sua capacidade natural de proteger o organismo das toxinas internas e externas, e a pessoa entra num processo de intoxicação que muitas vezes se torna irreversível.

Medidas de prevenção e tratamentos de recuperação desse órgão tão assoberbado, garantem boa saúde, disposição e vida longa.

Segundo a medicina ayurvédica, a pessoa que não tem um fígado funcionando bem não prospera na vida. Faz sentido, não faz?

Em geral, as hortaliças de cor verde são boas para o fígado. Dentre essas, as de cor verde escura são as melhores. O hábito de tirar o sumo de verduras e legumes crus e, tomar, pelo menos um copo, de preferência pela manhã em jejum faz muito bem ao “general”.  Costumo chamar o fígado de general, porque ele comanda muitas funções no corpo.

Recentemente, conversando com uma amiga que é acupunturista e naturopata, ela me disse que o suco feito com a grama do trigo, o verdinho wheat grass tem o poder de curar cirrose, câncer de fígado e ajudar no tratamento da hepatite C. Ela ouviu esse comentário em uma das centenas de palestras que  assiste sobre saúde. Acho que vale a pena acrescentar um pouquinho (não pode ser muito a prinçipio!) do sumo do wheat grass ao suco de vegetais.

O wheat grass é vendido em supermercados naturalistas. É preciso uma máquina especial para retirar o sumo da grama de trigo. Essa maquininha é manual e se assemelha bastante aos antigos moedores de carne. O Josh’s Organics, na praia de Holywood vende um wheat grass maravilhoso, doce. No Rio de Janeiro, já vi wheat grass na cadeia de lojas Mundo Verde.

Vale a pena conferir!

  

About these ads

3 Responses to “As emoções e as doenças – Parte 2 – A raiva e o fígado”

  1. Carla said

    Gostaria de comprar esse suco pela internet

  2. Carla said

    Quero esse suco tenho cirrose hepática

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: