O blog da Nanda

um espaço eclético zen

De olho na bússola e ajustando as velas

Posted by Nanda on November 22, 2006

barco à vela

Essa é uma das melhores frases e analogia que já me deparei nos últimos tempos. Aprendi com o meu amigo Julinho Mazzei. O Julinho é uma dessas jóias raras. Além de ter um coração de ouro, o cara é dono de um talento sem igual. Vou entrevistá-lo qualquer hora dessas. Faço questão. Aliás, o Julinho foi o mentor dessa minha nova atividade blogueira.  Ele tem um blog também, of course, que é o maior barato.  Quem quiser dar uma espiadinha e, já ir conhecendo um pouco mais sobre o locutor que revolucionou a FM, please by all means:www.julinhomazzei.wordpress.comVale a pena conferir!Mas, voltando à vaca fria, essa expressão diz muita coisa, ou melhor, diz tudo.Na minha percepção, a bússola é o nosso ponto de orientação: os nossos ideais, as nossas metas, os nossos sonhos e, por favor, o nosso coração.  Não dá pra fazer por menos.O ajuste das velas são as fichas que vão caindo…e, a gente vai se tocando das afinadas que temos que ir dando nos nossos instrumentos.  Mancada todo mundo dá. Delirar todo mundo delira Mas, se a gente se tocar, no final vale a pena. No fundo, são as mancadas que vão obrigando a gente a ajustar as velas.

Recentemente, mas bem recentemente mesmo percebi que o grande barato é a gente se auto-bastar. Em tudo. O que vier de extra, é festa!Esse negócio da gente ficar esperando e, o que é pior contando, com as pessoas para suprirem as nossas necessidades afetivas, para nos aprovar, para validar as nossas ações e decisões é que não dá certo. É uma porta aberta para profundas desilusões.  A tal da expectativa é uma grande furada. Por que quando as pessoas não correspondem às nossas expectativas, sejam elas, de carinho, atenção, compreensão, até de amizade mesmo… a gente desaba. Pelo menos existe essa tendência. E, isso acontece por “n” razões, uma delas inclusive e, talvez a mais comum, é de naquele dado momento aquelas determinadas pessoas estarem impossibilitadas. E daí, né? Paciência. Faz parte da vida.

Uma senhora que conheço, outra pérola rara, a Sra. Rita Klein, massagista e filósofa, me disse o seguinte:

_ Quando você estiver carente, procure conforto na fonte de toda a vida: a Mãe Natureza. Nela, você vai encontrar consolo, carinho e muita paz. Sempre. Não tem erro.

Pá! Caiu a ficha! Dei uma boa ajustada nas minhas velas.Grande Mazzei! Grande Rita Klein. Obrigada pelas lições de Vida, as mais importantes de todas.    

Um abração da nanda 

 

2 Responses to “De olho na bússola e ajustando as velas”

  1. Carlos Wesley said

    Oi Maria Fernanda, aqui é Wesley, tudo bem?. Parabéns pelo blog: vibrante, diversificado e gostoso de ler. Vou dar sempre uma paradinha por aqui. Bjs.

  2. Jefferson Bandeira said

    My Dear Mary Nanda,
    O grande barato da vida é velejar ao seu modo e termos o nosso “norte” sem ter que seguir aquele que os outros acham que seja o bom, né não?
    Isso é que traz felicidade e prazer.
    Um bjão nesse seu coração enorme.
    Jeff

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: